O dia 17 de abril é marcado por um dos maiores conflitos de terra do Brasil, pois há 25 anos ocorria o Massacre de Eldorado dos Carajás. Na ocasião, 19 trabalhadores rurais, que protestavam na PA-150, no trecho conhecido como “Curva do S”, foram mortos em confronto com policiais militares. Apesar de mais de duas décadas depois do atentado, o Pará é o estado que mais mata pessoas por disputa de terras.

Segundo um levantamento realizado pela Comissão Pastoral da Terra, entre os anos de 2010 e 2020 no Pará, 133 pessoas foram assassinadas. Várias varas agrárias foram criadas a partir do Massacre, para ajudar a diminuir os conflitos em áreas rurais. Apesar disso, os números ainda são alarmantes e não existem sinais de que o problema seja resolvido.

De acordo com o Ministério Público (MPPA), os policiais autores do massacre retiraram os corpos do local e destruíram provas para dificultar as investigações. Os dois comandantes da operação foram julgados e punidos. A sentença do Coronel Pantoja, foi de 208 anos de prisão. Ele morreu em 2020.

Policiais condenados pelo massacre de Eldorado dos Carajás podem ter penas extintas

Por Roma News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.