Sexóloga Érika Mendonça. (Divulgação)

A habilidade de se auto tocar é fundamental para descobrir pontos eróticos, sendo indispensável para uma boa vivência sexual, segundo especialistas. Muitas pessoas também recorrem ao uso de produtos sexuais para trazer mais prazer no sexo e apimentar a relação. Mas ainda existe um grande dilema que “atormenta” alguns casais: “como introduzir o assunto com o meu companheiro (a)?”. 

De acordo com a ginecologista obstetra especializada em Sexualidade Humana, Érika Mendonça, apesar do uso de dispositivos eróticos contribuir para aumentar o afeto entre os parceiros, a decisão de variar o repertório entre quatro paredes deve ser, antes de mais nada, dialogada. 

“Não se pode, mentalmente, satisfazer o desejo como uma forma de poder. É oferecer ‘o meu interesse' e colocá-lo no centro da conversa para de repente encontrar quais são os interesses que há em comum e realizá-los  mediante a negociação”, aconselha a profissional. 

Ao contrário do que se imagina, o sexo também pode ir muito além da penetração vaginal e peniana. Érika explica que estimular os sentidos do corpo, como os toques, pode trazer muito mais estímulos e melhorar a experiência dos envolvidos. 

A médica indica cinco maneiras de inovar na Hora ‘H': 

  • Explore o toque em outras áreas do corpo e estimule zonas erógenas;
  • Mantenha contato visual; 
  • Use a imaginação e realizem fetiches a dois\ grupal, como preferir; 
  • Converse sobre posições sexuais confortáveis e que não causem dor;
  • O autoconhecimento pode ajudar você a saber o que mais gosta e como gosta do ato sexual.
Ginecologista Érika Mendonça. (Reprodução\ Arquivo pessoal)

Por: O LIberal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *