Crédito: Polícia Militar

A Polícia Militar resgatou, no último sábado, 30, um menino de 11 anos que era torturado pelo pai em um barril, em Campinas. Segundo os policiais, a criança encontrada com as mãos e pés acorrentados dentro de um barril de ferro, era alimentada com casca de banana. 

Os policiais foram ao local após denúncia de vizinhos e três pessoas foram presas suspeitas pelo crime de tortura: o pai do menino, a namorada dele e a filha desta mulher. O caso foi registrado na 2ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), no Jardim Londres.

Segundo os policiais, a criança estava sem roupa, dentro de um tambor de metal fechado com uma pia pesada. O vídeo do momento em que ele é encontrado mostra que o menino mal conseguia se mexer quando foi encontrado. Ele tinha a cintura, pés e mãos acorrentados.

“Colocavam pra ele casca de banana, fubá cru”, relata o cabo Rodrigo Carlos da Silva.

O delegado acredita que ele estava acorrentado dentro do barril há um mês.“Desde o começo de janeiro já estava sendo preso no tambor. Ele teria que ficar em pé nessa amarração, que era feita com os braços presos em cima do tambor”, relata Daniel Vida da Silva.

Vizinhos da família contaram que os maus-tratos ao menino já ocorriam há anos, e apesar das denúncias ao Conselho Tutelar, o sofrimento da criança não parou. O Conselho Tutelar admitiu que já acompanhava denúncias de maus-tratos há pelo menos 1 ano e vai apurar se houve falha.

“A gente tinha conhecimento da vulnerabilidade da família, e por isso havia uma rede de apoio acompanhando, serviço social e saúde. Em nenhum momento dos relatórios do serviço que acompanhavam, chegou tamanha violência”, explicou o conselheiro, Moisés Sezion.

Por: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *