Foto: Reprodução/ Arquivo Pessoal

Uma menina identificada como Esther Gabrielly Alves Rosendo, de 2 anos, morreu na quinta-feira (12), depois de sofrer queimaduras em 60% do corpo, ao cair dentro de um caldeirão de água quente.

A criança ainda passou quase 15 dias internada no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande (PB).

O caso aconteceu no último dia 28 de agosto, na cidade de Ingá, Agreste da Paraíba. A criança morreu após desenvolver um quadro de infecções urinária e respiratória. 

De acordo com relatos de parentes à polícia, a criança estava em casa, enquanto o padrasto preparava uma caldeirão com água fervendo.

O padrasto teria colocado o caldeirão no chão e, quando se abaixou para pegar algo no chão, bateu a cintura na criança e ela caiu dentro do caldeirão. 

Encaminhada para a UPA da cidade de Ingá, Esther piorou e foi transferida para Campina Grande, onde há atendimento especializado em queimaduras.

A morte da criança foi registrada na Central de Polícia Civil de Campina Grande e deve ser investigada pela Polícia Civil de Ingá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *