(Foto: divulgação)
(Foto: divulgação)
(Foto: divulgação)

Manter o controle financeiro é fundamental para garantir o sucesso e a administração correta do empreendimento. Compreendendo as finanças da empresa, fiscalizando as entradas e saídas de caixa, receitas, despesas e os demais fatores que influenciam no fluxo, o empresário controla perfeitamente sua saúde financeira.

Um sistema de controle online, como o disponível por esse site é uma excelente opção para gerir o negócio. O software reúne em um único local as informações que o empresário precisa para administrar o caixa e simplifica as tarefas fornecendo uma visão mais ampla de todas as finanças do empreendimento.

Um dos principais pontos a ser controlados na gestão financeira é o fluxo de caixa. Como o nome indica, é o movimento de entrada e saída do dinheiro no empreendimento e sua gestão correta controla os gastos e otimiza a entrada de dinheiro. Mantê-lo positivo ajuda a garantir a liquidez em prováveis emergências ou no momento de reinvestir com segurança os lucros que sobram.

Além de se cadastrar em um sistema de controle financeiro online, para manter o fluxo sobre controle cinco dicas são essenciais:

  • Registrar as movimentações

Independentemente do valor, é importante registrar qualquer movimentação financeira de entrada ou saída, identificando assim os principais gastos e encontrar possíveis desperdícios. Separar em categorias diferentes torna a identificação mais eficiente.

  • Gerenciar o estoque

Por ser um capital imobilizado e que não produz juros e nem gera renda, o que foi investido no estoque pode impedir que o empreendedor aproveite outras oportunidades lucrativas para a empresa. Porém, se bem controlado, o estoque ajuda a definir a quantidade e o tempo necessários para comprar os suprimentos necessários que mantém o fluxo em ordem.

  • Verificar o fluxo de caixa todos os dias

Manter o acompanhamento diário do controle de caixa ajuda a prevenir surpresas. É de suma importância acompanhar a abertura e fechamento diariamente. Ao realizar uma venda a prazo, não se deve incluí-la e registrá-la no fluxo, pois a movimentação financeira só é válida quando o valor já foi recebido. Essa orientação ajuda a manter o fechamento em harmonia.

  • Avaliar o capital de giro e ser realista

Se o empreendedor não obtém o retorno desejado com a venda de seus produtos e/ou serviços, pode ser o momento de renegociar os contratos com os clientes e cobrar mais. É importante que os dados usados para controlar o fluxo de caixa sejam baseados na realidade da empresa e do mercado.

  • Planejar a curto e longo prazo

Observando o fluxo de caixa é possível arriscar uma projeção média mensal e anual. Dessa forma o empreendedor pode avaliar diferentes cenários e se preparar para eles. Estipular gastos e ganhos mensalmente e comparar o que planejou com o fluxo real no final do mês, possibilita saber quais foram os gastos inesperados e como evitá-los no futuro.

 

Por Angelina Menezes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *