encontro-petrobras-embratel-in-pa
Simão Jatene recebeu também representantes da Embratel, que anunciaram a intenção de iniciar outros investimentos no Estado.

O governador Simão Jatene recebeu, nesta quarta-feira, 10, uma comitiva liderada pelo presidente da Petrobras Biocombustível, Miguel Rossato, para discutir o andamento do Projeto Belém, empreendimento da Petrobras em parceria com a Galp Energia, que prevê a exportação de óleo de palma dos municípios de Tailândia e Tomé-Açu, ambos no nordeste paraense, para Portugal, onde está instalada a sede da Galp. Naquele país, o óleo será transformado em biocombustível e deverá abastecer, além de Portugal, parte da Espanha. No Pará, o projeto prevê a implantação de 60 mil hectares de palmares. Até agora, cerca 28 mil hectares já foram plantados, com cerca de U$$ 100 milhões investidos no Estado.

João Augusto Paiva, diretor da Petrobras Biocombustível, explicou que o projeto foi formalizado há dois anos, logo no início da atual gestão. Para executar o projeto, a Petrobras e a Galp constituíram uma sociedade através da empresa Belém Bioenergia, com duas subsidiárias. A Belém Brasil Bioenergia, no Pará, é responsável pelo polo agroindustrial e pela produção de palma. A segunda subsidiária, Belém Portugal Bioenergia, será responsável pela transformação do óleo em biocombustível e a distribuição do produto final.

“No Brasil serão feitas a produção dos produtos principais, tanto o óleo bruto, quanto os subprodutos que vão ficar na indústria brasileira. Esse óleo será exportado para Portugal para ser transformado em um biocombustível avançado, com propriedades melhores do biocombustível atual de mercado. Com isso, a marca da empresa, que é ‘Belém’ será espalhada por parte da Europa”, detalhou Hugo Pereira, conselheiro da Belém Brasil Bioenergia. A meta, segundo Pereira, é produzir 300 mil toneladas de biocombustível por ano.

presidente-petrobras-biocombustivel
O presidente da Petrobras Biocombustível, Miguel Rossato, apresentou o andamento do Projeto Belém,que prevê a exportação de óleo de palma.

Simão Jatene ainda recebeu, no final da manhã, representantes da Embratel, entre eles o diretor de vendas centro-norte, Reginaldo Marques Souza. Durante o encontro, o diretor da Embratel afirmou ao governador que a empresa tem a intenção iniciar outros investimentos no Estado, sobretudo no campo da tecnologia da informação e comunicação. Três empresas do grupo América Móvel atuam no Pará: a Embratel, a Claro e a NET. Simão Jatene recebeu as duas comitivas no gabinete do Comando Geral da Polícia Militar.

 

 

Para acompanhar mais notícias da Região, Curta o Portal Tailândia no Facebook: facebook.com/portaltailandia.com.brSiga também o Portal Tailândia no Twitter e por RSS.

Amanda Engelke | Agência Pará

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *