Caminhonete Toytota Hilux utilizada por suspeitos na fuga. | Divulgação/PC-RO

Um casal de pastores foi preso em Boa Vista, capital de Roraima, suspeito de comprar carros de luxo em nome de uma idosa, de 76 anos. Os dois eram considerados foragidos desde 4 de novembro, quando fugiram ao saberem que viraram alvo de mandados de prisão temporária, segundo a Polícia Civil.

O carro usado pelos dois na fuga, uma Hilux, é um dos bens comprados no esquema de estelionato usando a identidade da vítima. As autoridades não deram detalhes sobre as especificações do veículo, mas um carro no modelo 4×4 mais simples, do ano de 2017 -quando os crimes teriam começado- é avaliado em até R$ 200 mil.

O pastor e sua mulher, que também trabalhava em uma igreja, foram capturados em uma de suas casas no dia 21 de novembro, ocasião em que o carro foi recuperado pelas autoridades.

A Polícia Civil de Roraima afirma que o casal de suspeitos foi preso em 21 de novembro, apesar de a notícia ter sido divulgada apenas nesta quarta (30).

O CUMPRIMENTO DOS MANDADOS FEZ PARTE DA OPERAÇÃO “OS FILHOS DE ELI”

Ela investiga um grupo, do qual os pastores fariam parte, pela prática de crimes de “apropriação de bens ou valores e estelionato” contra a vítima, de 76 anos, que não teve a identidade divulgada.

O nome “Os Filhos de Eli”, dado à operação policial, foi inspirado pela história do profeta Eli e seus dois filhos, Hofni e Fineias, sacerdotes que se apropriavam das ofertas entregues pelos fiéis.

A história bíblica, parte do livro de Samuel, afirma que os dois sofreram a ira de Deus por utilizarem seu poder como sacerdotes para obter vantagens pessoais. Como consequência, ambos morreram no dia em que Israel foi derrotado pelos filisteus na batalha de Afeque.

Por: UOL/Folhapress

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *