Dieese estima que 78 mil turistas participem da festividade este ano.
Investimento no Círio é estimado em R$ 2,848 milhões.

cirio-2013

Círio de Nazaré deve movimentar U$ 28,95 milhões em 2013 (Foto: Natália Mello/G1)

As festividades do Círio de Nazaré 2013 devem trazer para o território paraense quase R$ 900 milhões este ano, segundo estimativas do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese/PA) divulgadas nesta sexta-feira (13). De acordo com a Diretoria de Nazaré, responsável pela organização de toda a programação da festividade, o investimento deste ano envolve cerca de R$ 2.848 milhões.

O coordenador do Círio 2013, Kleber Vieira, informa que a maior despesa é com donativos, que envolve creches, Seminário, Arquidiocese e Fundação Nazaré. “Os gastos neste setor representam 33% das despesas. Depois, os principais gastos são com evangelização; imagens, livros de peregrinação, viagem de pregadores, Círio Musical; e com propaganda; cartazes, folders, banner, camisas, entre outros”, explica.

Em 2013, já foram impressos 100 mil livros de peregrinação para evangelização nos lares de diversas famílias paraenses, e 890 mil cartazes de divulgação da festa do Círio deste ano. “Esses números são recordes se compararmos com os anos anteriores. Nós reproduzimos 90 mil livros e não foi suficiente, tivemos que fazer mais 10 mil e ainda não sabemos se vai dar para todos os lares”, ressaltou Vieira.

O aumento nos gastos de 2012 para 2013 ficou em 7,62%. De acordo com o Dieese/PA, a dificuldade de crescimento no último ano é justificada pela alta de índices, como juros e inflação. O departamento de pesquisa afirma que as estimativas das taxas ficaram em torno de 9 e 6%, respectivamente.

Os principais setores da economia movimentados com as festividades do Círio são serviço, comercio, indústria e agropecuária. “O círio movimenta todos os setores econômicos do estado. Dentro do serviço está o turismo, que aparece de diversas formas; religioso, receptivo/eventos e ecológico. Aqui é único estado que antecipa o Natal”, afirma o supervisor técnico do Dieese, Roberto Sena.

Visitantes
Cerca de 78 mil turistas são esperados na época da festividade. Segundo o Dieese, os visitantes, grupo formado 95% de brasileiros, devem gastar cerca de R$ 66 milhões. “Precisamos investir na divulgação da festa. O turista diz que não fica mais porque não conhece bem o Pará. É por isso que é importante o trabalho da ida da imagem para outros estados, ajuda as pessoas a conhecerem e virem para cá”, revela Sena.

Sobre o Círio, o coordenador reforça o retorno do investimento. “Nós investimos menos de R$ 3 milhões e temos R$ 895 milhões injetados na economia do estado”, e completa. “A nossa motivação é fazer uma festa ainda mais bonita a cada ano. O Círio é uma verdadeira jóia. É importante também ressaltar que nós buscamos muito garantir a segurança das pessoas e manter a tradição”, disse Kleber Vieira.

[divide style=”2″]

Para acompanhar mais notícias de Tailândia, Curta o Portal Tailândia no Facebook facebook.com/portaltailandia.com.br. Siga também o Portal Tailândia no Twitter e por RSS.

G1 PA

Comentário
  1. É muito dinheiro injetado que:
    a) não haverá nenhum desalmado se espezinhando na corda da santa, nesse espetáculo macabro;
    b) Belém tem 100% de rede esgoto e água tratada e potável;
    c) a educação é exemplar;
    d) não dá vergonha andar no centro do comércio em Belém porque não há barracas atrapalhando os comerciantes.
    Seu hipócritas, imbecis, espertalhões, fingidos, mentirosos, o que os mantém nessa empáfia é a ignorância dessa gente tosca.
    Carniceiros, fratricidas, mantenedores das multidões em estado de abandono e totalmente desautoestimados.
    —————————————–
    O espetáculo de Louvor e Manutenção da Miséria, o Proselitismo do Atraso em mais uma versão, para deleite dos Caridosos Católicos que ficam no 3º Andar enquanto os desalmados se espezinham na corda do Círio dos Horrores.
    Após cada sessão desse Espetáculo Macabro, os Caridosos continuam o seu banquete até mais esfuziante. Já os pés-calejados e desautoestimados vão cambalear no Ver-O-Peso com o pandu cheio de cachaça;
    Católicos semeadores de miséria, deem uma chance ao meu Pará para se estabelecer nesse Estado um piso mínimo de dignidade!?
    —————————————–
    Mandar para o céu com requintes de CARIDADE.
    É essa a especialidade da Igreja Católica Apostólica Romana com seus círios e suas procissões, e os pobres “se arrastando que nem cobra pelo chão” (Gil).
    Milhões de miseráveis para o festival permanente das boas obras.
    Esses católicos dependem de milhões de mendigos para chegar ao céu. Portanto:
    Brasil católico e Brasil desenvolvido são condições excludentes.
    FRANCISCO DE LIMA GOMES
    f_l_gomes@hotmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.