Parlamento Nacional prestou homenagem ao ex-governador, que teve papel importante na casa.

almir_gabriel_em_debate_na_tv_liberal_PORTAL-TAILANDIA

Parlamentares se manifestaram, nesta terça-feira (19), no Congresso Nacional, o pesar pela morte do ex-governado do Pará Almir Gabriel, que faleceu na manhã de ontem aos 80 anos. O luto foi manifestado nas duas Casas, por deputados e senadores de todas as correntes partidárias e de vários Estados. No Senado Federal, onde Almir atuou de 1987 a 1995, participando, inclusive, da Assembleia Nacional Constituinte que elaborou a Constituição Brasileira de 1988, sendo relator do Título VIII da Constituição Federal de 1988, que trata da ‘Ordem Social', foi aprovado voto de pesar e minuto de silêncio no plenário em sua homenagem.

Autor do requerimento do voto de pesar, o senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) fez um relato na tribuna da vida, da carreira política e do legado que Almir Gabriel deixa ao Brasil, principalmente ao Pará. ‘Ele é um exemplo de político a ser seguido por todos. Em toda a sua vida, ele sempre pautou pela ética, pela moralidade e pela competência em todas as funções que exerceu ao longo de toda a sua proveitosa vida. Eu vivo aqui este momento de pesar, mas quero dizer do orgulho, como paraense, de ter participado dessa construção do Novo Pará, que começou com a assunção de Almir Gabriel ao governo do Estado em 1º de janeiro de 1995', disse.

Também senador pelo Pará, Mário Couto (PSDB) afirmou em pronunciamento que Almir Gabriel é o seu maior exemplo na política. ‘Almir foi um homem que sempre me guiou no início da minha carreira, sempre me orientou como fazer uma política séria, descente, cheia da moralidade. Almir foi um dos mais honestos homens públicos que conheci na minha vida. Quando o conheci, Almir era pobre, e Almir nos deixa pobre!', destacou o senador tucano, assinalando que o Pará perde um dos maiores nomes da sua história. ‘Almir deixou os paraenses orgulhosos de serem paraenses. Recebeu um Estado deprimido e falido e deixou um Estado rico, ordeiro, organizado e cheio de empreendimentos, Almir mudou a história do Pará'. Couto disse que Almir Gabriel deixa uma ‘saudade profunda' e que a história saberá reconhecê-lo como um dos maiores governadores do Pará de todos os tempos.

Ainda no Senado, outros nomes destacaram, em aparte aos pronunciamentos dos senadores paraenses, a perda de Almir Gabriel ao cenário político nacional. Para o presidente em exercício da sessão em que discursou Flexa Ribeiro, senador Jorge Viana (PT-AC), a Casa está de luto. ‘Certamente o sentimento desta Casa é de pesar pela perda do ilustre homem público que foi Almir Gabriel', disse Viana.

Câmara – No plenário da Câmara dos Deputados vários deputados federais fizeram pronunciamentos em homenagem ao ex-governador paraense. O deputado Arnaldo Jordy (PPS-PA) disse que a morte de Almir foi uma grande perda e destacou a sua postura nas gestões como prefeito e governador. ‘Ele vai ficar na memória do povo do Pará. Foi um prefeito extremamente virtuoso, foi governador por duas vezes, e, talvez, nos períodos mais férteis, em que houve mudanças importantes na infraestrutura e na logística do Estado Pará. E ele não se resume só em obras, enquanto executivo. O senador Almir Gabriel foi um dos melhores senadores da história republicana do Pará, talvez junto com Augusto Montenegro tenha sido as duas figuras mais notáveis no senado brasileiro representando o Pará', ressaltou.

 

Portal Tailândia – o maior portal de notícias da região.

 

Fonte: Jornal Amazônia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *