Crédito: Agência Brasil.

As buscas pelo vermífugo nitazoxanida, conhecido pelo nome comercial Annita, dispararam no Google após o Ministério da Ciência e Tecnologia anunciar um estudo sobre a eficácia do medicamento contra o novo coronavírus.

Na última semana, as buscas por “nitazoxanida preço” tiveram aumento de 60% no buscador.

Segundo o governo, o ensaio clínico do Laboratório Nacional de Biociências do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) apontou que a substância foi capaz de reduzir a reprodução do vírus no organismo.

O médico Renato Kfouri, pediatra e infectologista, entretanto, afirma que o estudo não foi publicado e não há na literatura médica nenhuma evidência que comprove a eficácia da substância.

“Se não for apresentado nenhum estudo ou evidência de que essas drogas tenham algum benefício, nada muda. Nós temos vários estudos, muitos já encerrados com hidroxicloroquina, ivermectina ou nitazoxanida (Annita) e não há nenhuma evidência na literatura que comprove a eficácia”, disse Kfouri.

“Me estranhou o fato de um anúncio, que não tem nenhuma novidade, não tenha publicação finalizada. E nenhuma evidência do benefício”, continuou o pediatra.

“O uso de medicações não comprovadas só é valido dentro de rígidos protocolos de estudos clínicos, não se admite fazer uso experimental, para saber se ela funciona. Há muitas drogas que são decepcionantes quando saem dos estudos de laboratórios para o uso clínico. Na prática não se comprova nenhum benefício”, conclui.

Uma caixa de nitazoxanida (com seis comprimidos) pode ser encontrada em farmácias online por entre R$ 42 e R$ 60.

Outro termo relacionado ao vermífugo que teve aumento de 4.800% nas buscas foi por “novo remédio para coronavírus”. Neste caso, as principais sugestões do Google apontam justamente para notícias que falam sobre a pesquisa brasileira sobre nitazoxanida.

Por: CNN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *