ANTONIO MOLINA/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Em conversa em frente ao Palácio da Alvorada nesta sexta-feira (27), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) aconselhou os apoiadores a comprarem um fuzil e chamou de “idiota” quem defende a compra de um pacote de feijão no lugar. A declaração que repercutiu negativamente nas redes sociais.

“Tem que todo mundo comprar fuzil, pô. Povo armado jamais será escravizado. Eu sei que custa caro. Aí tem um idiota: ‘Ah, tem que comprar é feijão’. Cara, se você não quer comprar fuzil, não enche o saco de quem quer comprar”, disse Bolsonaro.

A declaração de Bolsonaro repercutiu rapidamente, especialmente entre setores da oposição. O assunto era um dos mais comentados no início da tarde desta sexta-feira.

Fonte: CNN Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *