Crédito: Reprodução/ Redes Sociais

Um bebê que recebeu o nome de César, nasceu com um braço extra e apenas metade do coração, na cidade de Praia Grande, no litoral de São Paulo.

O bebê que tem outros problemas clínicos, aos cinco meses já passou por cinco cirurgias corretivas, mas segundo os médicos sua situação é bastante delicada.

César nasceu com um braço extra, que tem duas mãos, metade do coração e com o lado esquerdo diferente do lado direito de seu corpo. O braço extra do bebê é imóvel, apesar de ter sistema nervoso e ossos.

 A quadro da criança pegou os pais de surpresa na hora do parto. Segundo eles, as deformidades não foram indicadas no acompanhamento pré-natal. 

“Meu marido olhou para mim e disse: ‘tem alguma coisa pendurada no bebê'”, relembra a mãe, Michelle Aparecida. 
“Achei que fosse o cordão umbilical, mas era o bracinho dele. Foi uma correria com a equipe médica, que com os exames descobriu toda a má formação dentro dele”, conta.

O bebê foi diagnosticado com a Síndrome da Hipoplasia do Coração Esquerdo, quando uma parte do coração não se desenvolveu completamente, nesse caso a parte do lado esquerdo.

De acordo com a mãe, a principal suspeita da equipe médica, segundo é que Cesar seja resultado de gêmeos siameses, e que sua má formação foi por que o organismo de um combateu o outro, sobrando apenas alguns membros. Para comprovar essa hipótese, o bebê vai ser submetido a um exame genético.

“A primeira pergunta que eu faço aos médicos é quanto tempo de vida ele tem. Mas, ninguém sabe ou pode me responder”, desabafa Michelle. 

Por: Globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *