Foto: divulgação

Uma linha voltada para financiar a produção de energias renováveis é uma das vantagens apresentadas pelo Plano de Aplicação de Recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) para 2019. O FNO é operacionalizado na Região Norte pelo Banco da Amazônia, que oferece a linha FNO Energia Verde para fomentar o uso de energia fotovoltaica nos empreendimentos rurais e não rurais.

De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), a Bloomberg prevê, em seu relatório anual sobre o setor energético, que as energias solar e eólica, combinadas, deverão representar 50% da produção mundial em 2050. No Brasil, a Absolar prevê que, em 2030, os sistemas fotovoltaicos pulem para 10% da matriz energética. Para fomentar esse crescimento na Região Norte, o Banco da Amazônia oferece essa solução de crédito destinada para micro e minigeradores de energia elétrica, pessoa física ou jurídica, definidos nos termos da Resolução ANEEL nº 482/2012 e suas alterações.

O presidente do Banco da Amazônia, Valdecir Tose, explica que o FNO Energia Verde é destinado a apoiar o financiamento da produção de energias renováveis para consumo próprio de empreendimentos, sendo beneficiários os produtores rurais e não rurais pessoas físicas ou jurídicas e as cooperativas de produtores rurais, além de micro e minigeradores de energia elétrica pessoa física ou jurídica. “O FNO Energia Verde no setor não rural, é dirigida a pessoas físicas, micros, pequenas, pequeno-médias, médias e grandes empresas”, afirma o presidente.

Em termos práticos, é possível financiar painéis solares, inversores e reguladores, baterias, aquecedores de água, micro e minigeradores eólicos, pequenas centrais hidrelétricas, e os ganhos obtidos com a geração da chamada energia limpa vão da proteção ao meio ambiente ao bolso do empreendedor, visto que a produção de energias renováveis e sustentáveis possibilita aos nossos clientes não só a redução de custos com a própria energia elétrica, como também, a exemplo do estado do Tocantins, descontos no IPTU.

Para quem é pessoa física, o Banco da Amazônia pretende lançar até o final de fevereiro, o FNO-Energia Verde-PF, produto criado para induzir, estimular e apoiar, através de financiamento, a implantação de  sistemas de produção de energia por fontes renováveis, destinadas ao consumo residencial, contribuindo para a expansão da matriz energética regional em bases sustentáveis. “O financiamento poderá contemplar central de energia, placas fotovoltaicas, inversores, equipamentos, serviços e demais despesas necessárias a instalação do sistema do cliente”, informa o presidente do Banco.

Com informações Roma News.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *