O jornalista Rodrigo Constatino foi demitido nesta quarta-feira (4) do quadro de funcionários da Jovem Pan. A atitude da rádio foi tomada após o economista expressar sua opinião sobre o caso de Mariana Ferrer, no qual a Justiça considerou como “estupro culposo” o crime cometido contra a blogueira catarinense.

Ao comentar o caso durante live da rádio, Constantino relembrou o caso e frisou que nas circunstâncias em que o crime ocorreu, caso o episódio tivesse acontecido com sua filha, ele não denunciaria para polícia e ainda a deixaria de castigo.

“Ela vai ficar de castigo feio, eu não vou denunciar um cara desses para a polícia, eu vou dar esporro na minha filha, que alguma coisa ali ela errou feio e eu devo ter errado… Para ela agir assim!”, declarou o jornalista.

Rodrigo continua: “É um comportamento absolutamente condenável, só que a gente não pode falar mais essas coisas hoje em dia. Existe mulher decente também ou piranha. Não existe a ideia de mulher decente? As feministas querem que não [exista a ideia]”, diz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *