Foto: reprodução

Um paciente com câncer terminal dedicou seus últimos dias de vida a escrever cartas de aniversário para as filhas gêmeas com uma mensagem personalizada pelos próximos 30 anosNick Keenan tinha apenas 34 anos quando faleceu em 2020, nove meses depois de descobrir que seu tumor cerebral havia se tornado maligno.

Suas filhasRose e Sophia, tinham apenas 17 meses quando ele foi diagnosticado com um astrocitoma em 2015, um tipo de câncer no cérebro que se origina nas células que sustentam os neurônios. 

Como o tumor já estava no tamanho de uma bola de tênis, Nick, que morava em West Sussex, na Inglaterra, precisou passar por duas cirurgias de redução de volume. Ele também fez radioterapiainfusão quimioterapia oral, além da prescrição de canabinóides e uma série de remédios naturais. As tentativas, no entanto, não deram resultado e Nick morreu aos 34 anos, em novembro de 2020.

“Nick era a rocha de todos e a minha. Ele era incrivelmente forte e trabalhava todos os dias em sua radioterapia quimioterapia, nas quais me inspirei”, disse a esposa Victoria.

Segundo a mulher de Nick, ele era muito cuidadoso e, por isso, decidiu escrever cartões de aniversário pelos primeiros 30 anos das filhas gêmeas. “Ele queria estar com elas em espírito enquanto comemoravam seus aniversários sem ele. Isso dará a elas uma ideia de onde ele estava naquele estágio de sua vida”.

Rose e Sophia abriram recentemente o quarto cartão de aniversário, onde Nick diz às meninas que elas começariam a estudar em breve e cuidariam uma da outra. 

A esposa de Nick quer que o governo reconheça a pesquisa de tumores cerebrais como uma prioridade crítica. “Os tumores cerebrais são o maior assassino de câncer de crianças e jovens com menos de 40 anos, mas receberam apenas 1% do gasto nacional em pesquisa do câncer desde que os registros começaram em 2002. Isso é trágico e tem que mudar”, pontuou Victoria.

Por: O liberal

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *