As altas temperaturas do verão amazônico mostram a necessidade de cuidados com a saúde e, principalmente com a nossa pele. Alguns alimentos têm a função fotoprotetora, ajudando na proteção contra doenças provocadas pela exposição ao sol. As frutas e legumes de cores avermelhadas, alaranjadas e amarelas são as melhores opções para a essa época, de acordo com especialistas.
 
A coordenadora do curso de Nutrição da UNAMA – Universidade da Amazônia, Danielle Farias, explica que os alimentos fotoprotetores são capazes de construir barreiras de proteção no nosso corpo, evitando a entrada de organismos externos.

“Os alimentos vão contribuir de formas diversas, estimulando a barreira de proteção na pele. Então é muito importante manter a pele saudável. Por isso, nossa pele precisa estar bem cuidada, hidratada e nutrida, sem cortes, arranhões ou queimaduras que servem de porta de entrada para problemas externos adentrarem no nosso organismo”, afirmou.
 
Os alimentos de cores amarelo, vermelho e laranja possuem diversos antioxidantes, vitaminas e fontes de betacaroteno, de acordo com a professora.

“Alguns exemplos são o mamão, cenoura, goiaba, maçã. Outros como cacau possui diversos antioxidantes capazes de proteger a pele contra o sol, combatendo radicais livres e problemas de pele. A amêndoa também é exemplo desses alimentos por ter muita vitamina E, que funciona como um bloqueador solar, além de ser antioxidante. O tomate também é um bom aliado e possui o licopeno, que é uma substância anticancerígena e vitamina A”, elencou. 
 
Danielle Farias alerta que diversos problemas podem surgir quando esses cuidados não são aplicados. O surgimento de manchas, acne, queimaduras e até o câncer de pele são algumas das doenças que podem surgir.

“É muito importante que nesse período de verão amazônico, com clima extremamente quente e úmido como o nosso, que, junto com a ingestão desses alimentos, as pessoas se mantenham hidratadas, tomando água, sucos de fruta e até água de coco. É essencial manter a alimentação regular nos horários corretos e sem exageros. Evitar se expor de 10h até às 16h, que é o momento de maior intensidade desse calor e sempre passar protetor solar”, concluiu.

Por Rede Pará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *