Blogueiro afirma que varejista americana ‘entrará no país de qualquer maneira'. Operações devem ter início em setembro

Prestes a iniciar suas operações no Brasil, a Amazon pretende vender não apenas livros, CDs e DVDs, mas também roupas e outros itens. Nas palavras do blogueiro Lauro Jardim, da Veja, “tudo o que a Amazon americana vende. A empresa entrará aqui de qualquer maneira”.

A varejista tem enfrentado problemas para entrar no mercado nacional, assim como para vender e-books e o seu leitor digital, o Kindle. Contudo, a chegada da Amazon em solo brasileiro é dada como certa até o fim do ano.

Amazon no Brasil

Não é de hoje que a Amazon tem voltado seus olhos para o Brasil. Em dezembro do ano passado, a empresa iniciou a oferta de seu serviço de computação em nuvem no país e na América do Sul. Gol Linhas Aéreas, Peixe Urbano e o portal de notícias R7 são algumas das empresas que utilizam o serviço. O cloud computing da varejista, aliás, promete ser uma das grandes apostas do mercado brasileiro em 2012.

Outro indício do forte investimento da Amazon no Brasil é a chegada de seu tablet, o Kindle. Tudo leva a crer que a versão brasileira do aparelho pode estar mesmo a caminho, já que a companhia americana se reuniu com várias editoras brasileiras ao longo de 2011 na tentativa de ofertar livros online com descontos de até 70%.

Além disso, a companhia contratou na segunda quinzena de janeiro o engenheiro Mauro Widman, que foi nomeado gerente de vendas para o Kindle aqui no Brasil. Ele, que trabalhou no último ano e meio desenvolvendo a plataforma de e-books da Livraria Cultura, passou o primeiro mês de 2012 em uma série de treinamentos na sede da Amazon, em Seattle (Estados Unidos).

Ainda não se sabe como seria a comercialização do Kindle em terras nacionais. Mas especula-se que o dispositivo seja vendido por R$ 200, tornando-se, assim, o e-reader mais barato disponível no Brasil.

Parcerias

O maior site de vendas online do mundo teria acertado com algumas editoras médias e pequenas, entre elas a Larousse, a Novo Conceito e a Melhoramentos. A varejista americana teria conseguido descontos de 40% com as editoras, em comparação com os preços oferecidos em outras livrarias.

A Amazon.com deve iniciar sua operação de e-commerce no País a partir do dia 1 de setembro, quando vai concorrer diretamente com empresas do grupo B2W (Americanas.com, Submarino e Shoptime). Inicialmente, o site vai vender produtos de pequeno porte, como o e-reader Kindle, CDs, DVDs, livros, videogames e softwares. A previsão é que 1,1 milhão desses itens sejam vendidos de setembro a dezembro deste ano e, em 2013, a estimativa deve chegar a 4,6 milhões.

 

olhar digital

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.