Shahzaib Khan é o principal suspeito de ter matado sua filha recém-nascida. | Reprodução/Twitter – Polícia de Punjab

Um homem foi preso pela polícia no Paquistão, nesta-quinta-feira, 10, após ser acusado de matar a filha que tinha somente uma semana de vida com a justificativa de que preferia que tivesse nascido um menino.

Segundo as autoridades locais, a menina morreu após ser baleada cinco vezes. O bárbaro crime ocorreu na cidade de Mianwali, na província central de Punjab, no último domingo, 6.

“O pai reclamava há três ou quatro dias que queria ter um filho e estava muito irritado”, disse Zarrar Khan, porta-voz da polícia de Mianwali. O assassino fugiu assim que cometeu o crime e foi preso nesta manhã após intensa busca na região.

A morte da recém-nascida acontece um mês após uma mulher grávida ser hospitalizada com um prego fincado na cabeça. A violência foi praticada por um suposto curandeiro, que havia prometido que desta forma ela daria à luz um menino.

Por: Pleno News

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *