O Figueirense abriu o placar e bem que tentou manter a invencibilidade de seis anos sobre o Vasco neste sábado, mas o time de São Januário conseguiu uma importante virada jogando em casa e encerrou o incômodo jejum diante da equipe catarinense. De quebra, o cruzmaltino ainda se manteve vivo no G-4 do Campeonato Brasileiro com a vitória por 3 a 1. Caio marcou para o time visitante, enquanto Luan, Tenório e Juninho fizeram os gols do triunfo carioca.

Com o resultado positivo e quatro pontos de vantagem sobre o São Paulo, quinto colocado, o Vasco espantou qualquer chance de perder uma vaga no grupo que garante uma vaga para a Libertadores nesta rodada. Já o Figueirense se manteve na penúltima colocação, com uma situação cada vez mais difícil de ser revertida na zona do rebaixamento.

Jogando em casa e precisando de uma vitória para se manter no G-4, o Vasco sufocou o Figueirense nos começo da partida e chegou a ter cinco finalizações em apenas dez minutos. As ameaças, no entanto, não assustaram o adversário, que aproveitou o contra-ataque em um dos lances para fazer o que o time carioca não conseguiu.

Aos 12min, Claudinei aproveitou falha de Felipe em rebote de escanteio e lançou Caio, que ganhou na corrida do volante vascaíno Wendel e tocou na saída de Fernando Prass para balançar a rede e abrir o placar para o Figueirense.

O gol sofrido, contudo, não abalou o Vasco. O time de São Januário seguiu dominando a partida, pressionando os catarinenses e foi premiado pela insistência. Aos 33min, Felipe rolou para Juninho na intermediária e o camisa 8 deu excelente passe para Luan nas costas da defesa. O jovem zagueiro entrou na área pela direita e tocou com tranquilidade para superar o goleiro Wilson e empatar o jogo, dando tranquilidade ao Vasco no fim do primeiro tempo.

Na volta para a segunda etapa, o time cruzmaltino não conseguiu manter o mesmo ritmo, mas, ainda assim, chegou ao gol da virada. Com apenas 5min, Juninho recebeu a bola na ponta direita e cruzou para a cabeçada certeira de Tenório.

O gol vascaíno diminuiu ainda mais o ritmo do jogo, principalmente após a saída de Tenório, que se movimentava bastante no ataque. Felipe, que também vinha bem, sentiu o cansaço e Juninho passou a atuar sozinho. E o “Reizinho” da torcida vascaína fez valer tanto esforço. Aos 34 min, o camisa 8 aproveitou rebote na entrada da área e chutou forte para marcar o terceiro gol e selar a vitória do Vasco.

A Figueirense, mais uma vez, só restou aguardar o apito final do juiz e lamentar mais uma derrota na dramática luta contra o rebaixamento.

 

uol esporte

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *