Remistas agora se preparam para o Campeonato Paraense.

remo-perde-flamengo-fora-copa-brasil

Em um dos confrontos mais importantes do ano para a equipe paraense, Clube do Remo e Flamengo fizeram o jogo de ‘volta' pela primeira rodada da Copa do Brasil 2013. No Estádio Raulino Oliveira, no Rio de Janeiro, melhor para os donos da casa, que não tiveram piedade e aplicaram 3 a 0 no Leão.

Após perder o primeiro jogo em casa, no dia 3 deste mês, por 1 a 0, os remistas tiveram a infelicidade de vivenciar uma noite inspirada do atacante Hernane, que acabou com a crise em torno do seu nome e marcou os três gols da vitória rubro-negra.

O resultado mexe com o Clube de Periçá em uma semana importante para os comandados de Flávio Araújo, que jogam neste sábado (20) o primeiro jogo da semifinal do segundo turno do Campeonato Paraense, contra o Paysandu, às 18h30, no Mangueirão. O Parazão se torna a última esperança de garantir calendário para os azulinos no segundo semestre.

Já o Flamengo segue sua preparação para o Campeonato Brasileiro e para a sequência da Copa do Brasil. Na próxima fase, o time do técnico Jorginho vai encarar o Campinense (PB), que venceu o Sampaio Corrêa (MA), nos pênaltis, e também garantiu vaga à próxima fase.

1º tempo: Leão em desvantagem no placar – O jogo começou com o Flamengo tentando repetir o bom futebol do final de semana, quando venceu o Fluminense com exibição digna de elogios da torcida e da crítica. Os rubro-negros esboçaram uma blitz na defesa remista, com seguidos escanteios e faltas para a cobrança de Renato Abreu.

O Remo manteve a cautela da primeira partida, em Belém. Flávio Araújo repetiu o esquema tático com três zagueiros, mas a falta de compactação no meio de campo atrapalhou o Clube do Remo no início do jogo, que teve em Thiago Galhardo o homem para puxar o contra-ataque.

Com pouca criatividade nos primeiro 15 minutos de bola rolando, os atletas do Clube de Periçá tentaram surpreender o Flamengo com chutes de fora da área ou com algum jogador que conseguia espaço para concluir em gol, além de Zé Antonio, em cobranças de falta, mas ambas as tentativas sem sucesso, até então.

Mas Zé Antonio, insistente, foi personagem da principal chance de gol do Leão. O zagueirão azulino mais uma vez foi o encarregado de cobrança de falta, de longa de distância, chutando muito forte e obrigando o goleiro Felipe a se esticar todo.

O Flamengo também queria jogo e foi em busca do seu primeiro gol da noite. Aos 24 minutos, o lateral-direito Leonardo Moura foi à linha de fundo e cruzou para a grande área. Hernane dominou, fez a finta em Carlinho Rech e chutou para fora.

O carrasco do Clube do Remo no primeiro jogo quase foi mais uma vez para o fundo da rede do goleiro Fabiano. O meia Rafinha recebeu lançamento em profundidade, entrou na área e chutou forte, mas o goleiro Fabiano se adiantou e caiu no canto para fazer a defesa.

Em seguida, após cobrança de falta de Renato Abreu, a bola bateu na barreira do Clube do Remo e caiu limpa nos pés do volante Amaral, que aproveitou o quique da bola e emendou chute forte, com a perna direita, mas saiu rente à trave de Fabiano.

Aos 36 minutos, o Leão tomou um golpe duro no jogo. Thiago Galhardo segurou bola no meio de campo e acabou perdendo. No contra-ataque, Rafinha subiu pelo lado direito e cruzou para dentro da área para Hernane apenas empurrar para o fundo da rede. Flamengo 1 a 0.

Aos 44 minutos o Remo chegou perto do empate, com o xodó da torcida, Val Barreto. O ‘Valotelli' arrancou desde o meio de campo, passou pela zaga rubro-negra, entrou na área e chutou forte, rasteiro, mas Felipe estava bem posicionado e fez a defesa.

O lance foi o último de perigo no primeiro tempo. Com o resultado parcial, o Remo precisava de mais dois gols para conseguir avançar na Copa do Brasil.

2º tempo: Remo perdido e vitória do Flamengo – No início do segundo tempo, o técnico Flávio Araújo, de cara, fez modificação tática no time. O zagueiro Carlinho Rech, que já tinha recebido cartão amarelo, deu lugar para o meia Clebson, que formou dupla de criação com Thiago Galhardo, deixando o Leão no 4-4-2.

Porém, o que o treinador remista não contava era com mais um gol do Flamengo logo no começo dos 45 minutos finais. Em mais um lance de contra-ataque, o setor ofensivo do Flamengo deu a bola de ‘bandeja' para o atacante Hernane, que não desperdiçou e aumentou a vantagem. Flamengo 2 a 0.

O meia Endy, improvisado na lateral direita e cotado para ser titular na partida no Rio de Janeiro, finalmente teve oportunidade para entrar no jogo, no lugar de Walber, que, mais uma vez, foi bastante criticado pelo seu rendimento dentro das quatro linhas.

As mudanças de Flávio Araújo não surtiram efeito até a marca dos 20 minutos de bola rolando na etapa final. O setor de meio de campo do Remo continuou sendo dominando. O atacante Rafinha flutuava no ataque, com liberdade, dando muito trabalho para a defesa remista.

Substituto de Berg na lateral esquerda, o lateral Alex Ruan passou a ser o atleta mais acionado no ataque do Clube do Remo. O camisa 6 contra o ‘Mengão', aos 25 minutos, cortou toda a defesa do time dono da casa e chutou com força, de perna direita. O goleiro Felipe apenas acompanhou.

Não satisfeito com o placar, o Flamengo fez mais um gol. O meia Thiago Galhardo, de novo, perdeu a bola. Luiz Antônio arrancou em velocidade, chutou forte na saída de Fabiano, que rebateu, mas a bola sobrou nos pés de Hernane, que apenas completou. Flamengo 3 a 0.

Para piorar a situação da equipe paraense, o volante Nata recebeu cartão vermelho, aos 37 minutos. O camisa 5 do Remo cometeu falta em Rafinha e ainda discutiu com a arbitragem, que não titubeou e mostrou o cartão vermelho para o jogador. A expulsão, aliás, deu ainda mais liberdade ao Flamengo, que perdeu muitas chances.

Depois disso, Jorginho apenas acompanhou o time trocar passes e envolver o adversário. A torcida que compareceu a estádio, em Volta Redonda, esboçou gritos de olé, desestabilizando o pouco futebol apresentado pelo Leão nesta quarta-feira.

O Remo deu adeus à Copa do Brasil, restando apenas o Parazão como competição oficial confirmada para o decorrer de 2013.

Ficha Técnica: (Flamengo 3 x 0 Remo)

Flamengo: Felipe; Leo Moura, Renato Santos, Gonzáles e Ramon (João Paulo); Amaral (Luiz Gustavo), Renato Abreu (Rodolfo), Elias e Gabriel; Rafinha e Hernane. Técnico Jorginho.

Remo: Fabiano; Zé Antônio, Carlinhos Rech (Clebson) e Henrique; Walber (Endy), Nata, Jhonnatan, Thiago Galhardo e Alex Ruan; Leandro Cearense (Fábio Paulista) e Val Barreto. Técnico Flávio Araújo.
Gol(s): Flamengo: Hernane aos 35′ 1ºT, 4′ e  25′ 2ºT
Cartões Amarelos: Remo: Carlinhos Rech e Nata.
Cartão Vermelho: Nata. Árbitro: Wagner Reway (MT)
Assistentes: Paulo Césas Silva Freitas (MT) e Fábio Rodrigo Rubinho (MT).

[divide style=”2″]

Para acompanhar mais notícias de Tailândia e Região, Curta o Portal Tailândia no Facebook: facebook.com/portaltailandia.com.brSiga também o Portal Tailândia no Twitter e por RSS.

Felipe Saraiva (Portal ORM)
Fotos: Agência Estado e Tarso Sarraf (O Liberal)

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *