No clássico do tira-teima, depois de um empate e uma vitória para cada lado, o Paysandu saiu vencedor.

paisandu-vence-remo-portal-tailandia

No clássico do tira-teima, depois de um empate e uma vitória para cada lado, o Paysandu saiu vencedor e com a liderança isolada do returno e até da classificação geral do Parazão 2013. A partida aconteceu na tarde deste domingo (17), no Mangueirão, em Belém.

O placar mais ‘elástico' dos clássicos deste ano foi construído com os gols de Yago Pikachu, Diego Bispo e Eduardo Ramos para o Paysandu e Branco para o Clube do Remo, que manteve o sistema de jogo no 4-4-2 e sucumbiu diante do mesmo, porém mais entrosado, 4-4-2 do Paysandu.

Na próxima rodada, o Paysandu enfrentará o Cametá dentro da Curuzu, em Belém, às 20h30 desta quarta-feira (20), enquanto que o Remo vai embarcar rumo a Paragominas para enfrentar o time local também às 20h30, mas desta quinta-feira (21).

1º tempo: redenção de Pikachu e Remo às escuras – Sob chuva, Paysandu e Remo entraram em campo no estilo ataque total e o primeiro lance de perigo aconteceu em dose dupla aos cinco minutos, quando Guerra chutou cruzado de dentro da área e Paulo Vânzeler rebateu na direção de Fábio Paulista, que foi para a batida, mas foi travado. No lance seguinte, Thiago Galhardo recebeu o lançamento na esquerda e bateu a redonda na rede pelo lado de fora.

O Paysandu respondeu quando Eduardo Ramos recebeu no meio e deixou a redonda para Djalma, que, dominou limpando a marcação e bateu no contra-pé de Fabiano, que viu a redonda sair muito perto do gol remista. Dois minutos depois, aos 14, o camisa 10 do Papão lançou Yago Pikachu, que chegou chutando forte e obrigando Fabiano a fazer uma grande defesa.

Era a dica do que o Paysandu aprontava para o Remo. Outra vez Eduardo Ramos iniciou a jogada que passou por Iarley e terminou com Yago Pikachu entrando na área sozinho e chutando na saída de Fabiano para abrir o placar, aos 21 minutos.

No minuto seguinte, o Bicola foi ao ataque novamente depois de um passe errado remista e João Neto recebeu o lançamento na área. Ele bateu de primeira e viu Berg cortar e mandar a bola na trave de Fabiano. Bola na trave, aliás, foi frequente no Bicola durante o jogo!

O Leão sentiu o gol e passou a jogar mais na vontade do que dentro do esquema tático proposto pelo técnico Flávio Araújo. Aos 26, Thiago Galhardo, que sentia a apatia de Clebson na partida, tentou arriscar e mandou fraco para a defesa de Paulo Vânzeler.

Então, superior em campo e contando com uma grande tarde de Eduardo Ramos, o Paysandu foi ao ataque e, em uma cobrança de falta em forma de cruzamento, Diego Bispo apareceu no meio do bate-rebate e empurrou a redonda para o fundo da rede. Foi o segundo gol do Papão.

O Leão passou a se defender e chegou a ficar com os onze jogadores no campo de defesa, enquanto que o Paysandu tocava a bola ao som de ‘olé' gritado pela torcida e cozinhou o jogo até o intervalo.

2º tempo: Papão vence e sacramenta liderança – O técnico Flávio Araújo resolveu inovar e mandou o atacante Val Barreto no lugar do meia Clebson. O Remo passou a ter três atacantes, mas quem conseguiu chegar ao gol, e bem rápido, foi o Paysandu. Logo no primeiro minuto, Eduardo Ramos recebeu livre de marcação na área e bateu na saída de Fabiano para ampliar o marcador.

Com 3 a 0 no placar, o Remo, ainda mais abatido, foi em busca do tudo ou nada e teve a primeira chance com Val Barreto. Ele apareceu na área e se esticou todo para aproveitar o cruzamento da esquerda e mandar a bola para a rede, mas Rodrigo Alvim se antecipou, deu um leve toque na bola e tirou a oportunidade do camisa 18 diminuir.

A chance mais clara de gol para o Remo veio com Leandro Cearense, que recebeu o lançamento na área, saiu da marcação de Diego Bispo e bateu na saída de Paulo Vânzeler, que fechou o ângulo e mandou a redonda para fora, aos 13 minutos da segunda etapa. No lance seguinte, a cobrança de escanteio veio, Paulo Vânzeler saiu mal do gol e Carlinho Rech cabeceou por cima do gol vazio.

O Paysandu veio para a resposta e mandou mais uma bola na trave. Após cobrança de escanteio de Eduardo Ramos, a redonda sobrou para Yago Pikachu, que acertou um torpedo de primeira e fez o goleiro Fabiano só ficar torcendo para a bola não entrar no gol. Deu trave! Assim como aconteceu também quando, aos 21, Eduardo Ramos cruzou a bola da esquerda na cabeça de Raul, que subiu sozinho e testou a redonda com força. Ela explodiu no travessão!

Ao colocar o volante Nata no posto do lateral direito Rodrigo Guerra, Flávio Araújo chegou a receber vaias da torcida, que arremessou uma garrafa de vidro ao gramado, no momento de uma cobrança de escanteio de Eduardo Ramos. Por outro lado, Iarley deixou o jogo aplaudido pela parte azul celeste das arquibancadas. Até que, aos 38, Branco, que tinha entrado no lugar de Fábio Paulista, completou o cruzamento de cabeça, sozinho na pequena área, para diminuir o placar para os azulinos.

Aos 41, Héliton, que tinha entrado no posto de João Neto, recebeu em profundidade, saiu da marcação e bateu forte, no ‘pé' da trave de Fabiano. A resposta do Remo aconteceu no minuto seguinte, quando Gerônimo mandou o torpedo e Paulo Vânzeler espalmou com estilo para escanteio. Mas, sem mais poder de reação, o Leão parou e o Paysandu quase chegou ao quarto gol com Pablo, que apareceu na área como elemento surpresa e bateu forte na rede pelo lado de fora.

Ficha do jogo (Paysandu 3 x 1 Remo)

Paysandu – Paulo Vânzeler; Yago Pikachu, Diego Bispo, Raul e Rodrigo Alvim (Pablo); Vânderson, Ricardo Capanema, Djalma e Eduardo Ramos; Iarley (Rafael Oliveira) e João Neto (Héliton). Técnico: Lecheva

Remo – Fabiano; Rodrigo Guerra (Nata), Carlinho Rech, Zé Antonio e Berg; Gerônimo, Jhonnatan, Thiago Galhardo e Clebson (Val Barreto); Fábio Paulista (Branco) e Leandro Cearense. Técnico: Flávio Araújo

Gols: Yago Pikachu aos 20'/1ºT, Diego Bispo aos 32'/1ºT e Eduardo Ramos a 1'/2ºT (Paysandu); Branco aos 38'/2ºT (Remo)
Cartões amarelos: Rodrigo Alvim (Paysandu); Zé Antônio e Gerônimo (Remo)

Local: Mangueirão (Belém/PA)
Hora: 16h
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL)
Assistentes: Altemir Hausmann (RS) e Fábio Pereira (TO)
Quarto-árbitro: Wasley do Couto
Quinto-árbitro: Odonaldo Cardoso Alho Júnior Fonte
Público: 18.001 (15.251 pag. e 2.750 grat.)
Renda: R$ 277.120,00

 

Portal Tailândia – o maior portal de notícias da região.

Para acompanhar mais notícias de Tailândia, Curta o Portal Tailândia no Facebook facebook.com/portaltailandia.com.brSiga também o Portal Tailândia no Twitter e por RSS.

Fonte: Carlos Fellip (Portal ORM)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *