Foto: Dean Bennett/Unsplash

A temporada 2021/2022 da NBA está chegando ao fim, com algumas surpresas positivas, mas algumas bem negativas. Muitos jogadores conseguiram quebrar recordes. O armador Russell Westbrook stats teve algumas exibições com triplos-duplos, mas, de maneira geral, seu desempenho não foi dos melhores.

O jogador do Lakers, assim como toda a equipe de Los Angeles, não rendeu o esperado e acabou ficando de fora dos playoffs. Nomes como Lebron James e Anthony Davis não conseguiram conduzir o time à reta final do torneio, algo que pegou muita gente de surpresa.

As pitadas de instabilidade emocional e incapacidade de manter o ritmo em jogos de alta pressão fez com que a equipe terminasse a primeira fase da competição em 11º lugar no Oeste. Para completar, o técnico Frank Vogel soube da sua demissão pela imprensa, durante a entrevista coletiva na última partida da primeira fase da NBA. Que fase!

Lebron e Davis devem seguir na equipe, mas o futuro de Westbrook ainda é uma incógnita. Ele tem contrato por mais um temporada, mas jornalistas norte-americanos afirmam que o Lakers tem conversado com algumas equipes para viabilizar uma troca.

Mas a tradicional equipe de Los Angeles não foi a única a decepcionar nesta temporada. Havia uma grande expectativa em torno do Brooklyn Nets, mas ela também não se confirmou, apesar das estrelas que estão no time de Nova York.

O time que teve nomes como Kyrie Irving, James Harden e Kevin Durant não chegou às finais, como se esperava, e o desempenho foi bem questionado. As polêmicas começaram com Irving, que se negou a tomar a vacina contra o coronavírus.

Ele foi afastado e só disputou sua primeira partida em 5 de janeiro. Além disso, ele só pode entrar em quadra jogando em Nova York no fim de março, algo que prejudicou a equipe. Além disso, Durant perdeu 26 jogos por lesão, James Harden forçou a barra para ser trocado para o Philadelphia 76ers e a novidade Ben Simmons sequer estreou. Apesar de chegar ao play-in, os resultados ficaram aquém do esperado.

Como quase toda temporada, os Knicks, também de Nova York, começaram a temporada cheio de boas expectativas, sobretudo pelo ótimo desempenho recente do ala-pivô Julius Randle. Mas nada disso se confirmou em quadra. Uma das dificuldades na temporada passada, os problemas no ataque pareciam ter sido resolvidos com as chegadas de Kemba Walker e Evan Fournier, e a boa defesa do último ano se perdeu nas mudanças de elenco. Mas tudo não passou de ilusão, e os Knicks terminaram a fase regular da Conferência Leste apenas na 11º posição.

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *