O gol aos 42 minutos do segundo tempo levou ao delírio um Pacaembu lotado | Portal Tailândia

O gol aos 42 minutos do segundo tempo levou ao delírio um Pacaembu lotado na dramática vitória do Corinthians por 1 a 0 sobre o Vasco, na última quarta-feira, pelas quartas de final da Taça Libertadores. Um torcedor em especial, porém, teve a chance de comemorar de um jeito diferente. Em êxtase com a vantagem no placar, o auxiliar de expedição Lucas Perassollo Viera subiu no alambrado e, como se fosse um representante dos 30 milhões de corintianos, abraçou o volante Paulinho para celebrar a classificação às semifinais. Acabou virando personagem do jogo.

A quinta-feira, já alegre pelo triunfo corintiano, se transformou num dia inesquecível para Lucas, morador do Tatuapé, reduto alvinegro na Zona Leste de São Paulo. Famoso na internet e na televisão pelas fotos e vídeos exibidos na comemoração, ele foi encontrado pela TV Globo e recebeu o convite para conhecer o CT Joaquim Grava. Chance de curtir, como ele mesmo diz, os seus “15 minutos de fama”.

– Eu estava xingando o Alessandro, que estava me matando do coração. Aí o Paulinho fez o gol e veio comemorar. Eu o chamei para a grade e subi também. Quase arranquei a camisa (dele), mas não deu. Falei: “Vamos para a final, é ‘nóis'!”. E ele estava mais emocionado que eu – contou.

Lucas vira celebridade ao ganhar abraço de Paulinho (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

O gesto repercutiu imediatamente. Minutos depois, na saída do Pacaembu, Lucas conta que recebeu seguidas ligações de amigos perguntando se era ele o rapaz de boné cinza que abraçou o autor do gol que colocou o Corinthians entre os quatro melhores clubes do continente após 12 anos.

– Fui dormir depois das três (horas da manhã). Todo mundo ficou comentando no Facebook, querendo falar. Eu fiquei bem focalizado, foi bem legal. Minha mãe viu e já colocou a foto de pano de fundo na tela do computador. Ela é corujinha (risos).

A “fama” fez Lucas mudar até os planos para esta quinta-feira. Depois do convite para participar do Globo Esporte, o paulistano de 28 anos decidiu cancelar uma entrevista de trabalho que faria. A volta ao mercado de trabalho terá de esperar, tudo por causa do Timão.

– Desmarquei para aproveitar os 15 minutos de fama. Liguei para desmarcar, e a moça perguntou qual era o meu nome. Eu falei: “Procura na net que eu estou bombando” – gargalhou.

Lucas, torcedor do Corinthians que abraçou Paulinho na<br />
comemoração (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)No dia seguinte, Lucas teve a chance de visitar o CT (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

Lucas segue a filosofia do técnico Tite. Prefere não escolher adversário para o duelo das semifinais. No entanto, revela que gostaria de encontrar Neymar. Segundo ele, o craque santista não seria páreo para a implacável marcação de Ralf.

– É “brocar” os caras e já era. Na verdade, queria “brocar” o Santos, mas não vai dar na final. O Neymar pipoca para o Ralf – garantiu.

Caso o Corinthians avance à decisão, fato inédito na história do clube, Lucas já tem na ponta da língua uma promessa.

– Vou invadir e levantar a taça!

 

Globoesporte.com

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.