Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que abriu na última terça suas inscrições e se encerra nesta sexta (9), é frequentemente comparado a um leilão. As notas dos candidatos no Enem são ranqueadas para concorrer a uma vaga em uma universidade pública brasileira. A classificação de aprovados pode ter alterações no período em que o Sisu opera (durante os quatro dias, o inscrito tem direito de mudar suas opções de curso/universidade).

A entrada repentina de alguém com bom desempenho pode bagunçar a tabela de classificação. No Sisu de 2020, um outro elemento foi adicionado a esse modelo: a nota de um candidato agora é ranqueada nas duas escolhas de curso/universidade – embora, ao final, a matrícula só possa ser feita apenas na opção indicada como principal.

Neste ano serão ofertadas 209.190 mil vagas, distribuídas em 5.685 mil cursos de graduação. Veja o site do Sisu. Na madrugada da última terça, nos primeiros minutos após a abertura do sistema, o site apresentou problemas para carregar, mas teve acesso normalizado no começo da manhã.

Datas do cronograma:

  • o resultado sai na terça-feira da próxima semana, dia 13 de abril
  • as matrículas nas instituições de ensino serão realizadas no período entre 14 e 19 de abril. A documentação necessária é informada pela instituição de ensino
  • estudantes que não forem chamados para uma vaga nesta etapa poderão entrar em uma lista de espera que estará aberta entre 13 e 19 de abril.

Fique atento aos pesos atribuídos à nota do Enem pela instituição de ensino pesquisada – cada uma pode adotar critérios próprios na disputa pela vaga. O sistema faz o cálculo automaticamente. O candidato pode observar se tem direito ao sistema de cotas e informar na inscrição.-:–/–:–

Para concorrer às vagas do Sisu, o candidato não pode ter zerado na redação do Enem e não pode ter prestado o exame na condição de treineiro.

O MEC disponibiliza o telefone 0800-616161 para dúvidas dos candidatos.

Por causa da pandemia, o Enem 2020 foi adiado de novembro para janeiro, e as notas foram divulgadas no final de março último. Isso fez com que o governo também adiasse o período de inscrições do Sisu para que a nota do Enem da edição mais recente pudesse ser usada.

O Sisu foi aberto em março para consulta. O candidato podia saber o número de vagas por curso e as regras de cada universidade — como as notas mínimas exigidas ou o regulamento para cotas sociais.

Outros programas de acesso ao ensino superior, como o de bolsas em universidades privadas (Prouni) e o de financiamento de mensalidades (Fies), abriram inscrições em janeiro e a seleção ocorre por meio da nota de edições anteriores do Enem. As inscrições para o Prouni e para o Fies já foram encerradas.

Por G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *