Organizações sociais vão ao STF contra portaria que dificulta aborto legal

A portaria obriga profissionais de saúde a notificarem a polícia ao atenderem a vítimas de estupro, que desejam realizar um aborto. A entidade diz que a portaria ‘demonstra o uso político e ideológico’.