O meio-campista Esley, do Fortaleza, se defendeu e disse que não intenção de agredir e machucar o volante Chicão, do Santa Cruz, em jogo válido pela Série C do Campeonato Brasileiro e vencida por 2 a 1 pelo time cearense.


Esley acertou uma cotovelada que abriu um profundo corte no adversário. Chicão reagiu esfregando o sangue que saiu do ferimento no adversário.

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DA SÉRIE C

“Foi um lance normal, de jogo e que acontece. Vi que o Chicão estrava atrás, virei as costas e infelizmente cortou. Foi um lance de jogo, eu tentei só me defender”, falou Esley ao UOL Esporte.

Esley já jogou com Chicão no Ceará no ano de 2009. Diz que está tentando desde então um contato com o ex-companheiro, mas que não consegue. Quer pedir desculpas e diz aceitar a desculpa do rival pela reação nervosa ao esfregar o sangue.

“A gente ainda não se falou. Eu procurei o contato dele e consegui, mas o rádio está desligado. Na primeira oportunidade que tiver, quero me desculpar. O lance foi sem querer. Vou tentar falar com ele, não para uma justificativa, pois não tive intenção”, falou.

“Mas estou tranquilo, quanto à reação dele, não tem o que falar. Foi uma reação de momento depois do que aconteceu. Foi um corte profundo, cortou muito. Foi uma reação dele de nervoso. Infelizmente aconteceu com a gente”, falou.

Aos 41 da etapa inicial, após levar uma cotovelada de Ésley (que havia marcado um gol contra 20 minutos mais cedo), o volante Chicão ficou com o rosto ensanguentado. Revoltado com o fato do adversário nem ter pedido desculpas, o atleta do Santa agarrou Ésley pela camisa e esfregou seu sangue no rosto do rival.

Foi o suficiente para atletas e comissões técnicas dos dois times invadirem o gramado. Enquanto o árbitro mostrava o cartão vermelho aos ensanguentados, Ciro Sena, do Fortaleza, empurrou um adversário e começou a confusão. O auxiliar Sandro Barbosa (que comandou a equipe pernambucana no lugar de Zé Teodoro) tentou apartar a briga, mas acabou sendo expulso junto com mais dois atletas.

A partida era decisiva para o Santa Cruz, que está em quarto no grupo A da Série C, e precisava da vitória a qualquer custo para não correr o risco de ser ultrapassado por Salgueiro, Icasa, Águia de Marabá e Treze na zona de classificação para a fase mata-mata da Terceirona. A rodada continua neste domingo e na próxima segunda.

A situação para o Fortaleza, por sua vez, segue bastante tranquila, já que a equipe cearense foi a 35 pontos e assumiu a liderança do grupo A, ultrapassando a Luverdense, que pega o Águia de Marabá fora de casa, neste domingo.

 

uol esportes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *