Lyoto Machida é ‘apagado’ por Derek Brunson no seu retorno ao UFC

Foram mais de dois anos afastado do octógono do Ultimate e um retorno que durou menos de 2m30seg. Lyoto Machida entrou no octógono do UFC São Paulo, que aconteceu neste sábado, no Ginásio do Ibirapuera, com alguns sinais de suas habilidades conhecidas, baseadas no contragolpe. Mas a lenda durou pouco diante do poder de Derek Brunson. O americano nocauteou o carateca no primeiro round da luta principal do show.

Apesar de começar bem, conectando bons contragolpes no rival, Machida acabou surpreendido por um cruzado de encontro que o abalou imediatamente e não permitiu que ele tivesse tempo e força para se recuperar. Brunson liquidou o resultado com golpes no solo até que o árbitro declarasse o nocaute.

– Me sinto bem. Lyoto pode perder velocidade, tempo, ritmo, mas nunca perderá suas habilidades. Me sinto muito bem agora. Ele sempre será o Lyoto Machida. Queria tomar meu tempo, vi uma abertura, e sou um cara mau no momento. Luke Rockhold, cadê você? – declarou o americano, em entrevista ainda no octógono.

A LUTA 
O combate começou estudado. Lyoto se movimentou e evitou os primeiros ataques do rival com esquiva. Brunson teve seus primeiros socos desferidos no ar. Depois de errar seus primeiros golpes, Derek levou dois contragolpes que o sacudiram. Mas o americano teve paciência. Depois de absorver os diretos de esquerda de Lyoto, Brunson esperou o momento certo e em uma das entradas do carateca acertou um poderoso cruzado de esquerda que logo derrubou o brasileiro. Abalado, Machida não teve tempo de se recuperar e sofreu mais alguns golpes no chão até o árbitro interromper o combate e anunciar a vitória por nocaute do americano.

Com o resultado, Brunson soma sua segunda vitória consecutiva no octógono. Já Lyoto, apesar dos dois anos parado, acumula agora quatro derrotas nas últimas cinco lutas.

Você pode gostar de ver

CPI da Copa tem apoio de 192 deputados e 28 senadores

Pedido de abertura foi feito na tarde desta quarta, véspera do ‘recesso…

Projeto prevê prisão de até três anos para quem divulgar fake news

Proposta do senador Ciro Nogueira (PP-PI) será discutida na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania

Rede Globo retira do ar enquete sobre ‘casamento’ gay. NÃO, estava vencendo o SIM

 A enquete saiu da página principal do portal G1 e parece está …

Petrobras anuncia mais uma descoberta no pré-sal da Bacia de Santos

O reservatório está a 6.150 metros de profundidade, logo abaixo da camada…