Início ESPORTES Brasileirão 2012 É TETRA – Fluminense, campeão brasileiro de 2012

É TETRA – Fluminense, campeão brasileiro de 2012

11 Leitura min
0
0
37

Vitória contra o Palmeiras fora de casa e tropeço do vice Atlético selam o fim do campeonato a três rodadas do fim. E o Palmeiras está praticamente rebaixado

O Fluminense é campeão brasileiro pela quarta vez. Com uma campanha irretocável, a equipe carioca assegurou a conquista do título nacional neste domingo, com três rodadas de antecipação, ao vencer, fora de casa, o Palmeiras: 3 a 2, com gols de Fred (duas vezes) e Maurício Ramos, que fez contra. Barcos e Patrick Vieira marcaram para os paulistas (no vídeo abaixo, todos os gols). O gol decisivo veio só aos 42 minutos do segundo tempo – o Flu tinha marcado 2 a 0, mas o Palmeiras havia empatado.

O autor do terceiro gol não poderia ter sido outro: o artilheiro Fred foi, mais uma vez, o grande protagonista. Beneficiado pelo empate do Atlético-MG, segundo colocado na tabela, com o Vasco, no Rio de Janeiro, o Fluminense fez a festa no estádio Prudentão, em Presidente Prudente, interior de São Paulo. O resultado também praticamente selou o rebaixamento do Palmeiras, que agora tem apenas pequenas chances matemáticas de se livrar da queda. O título do Flu foi acompanhado ao vivo por apenas 8.461 torcedores pagantes.

Ao conquistar a taça neste domingo, o Flu aumenta sua galeria de conquistas – já tinha sido campeão nacional em 1970, 1984 e 2010. A pontuação da equipe até aqui é uma das melhores já registradas no torneio, o que mostra que a taça está em ótimas mãos – apesar das queixas dos adversários sobre várias partidas em que a equipe carioca foi beneficiada por erros da arbitragem, o clube das Laranjeiras foi claramente o melhor da competição. O título nacional é o triunfo das defesas seguras de Diego Cavalieri, da garra dos zagueiros Leandro Euzébio e Gum, do fôlego dos laterais Bruno e Carlinhos, da aplicação dos volantes Edinho e Jean. É também a consagração da inteligência tática de Deco, da versatilidade de Thiago Neves, da velocidade de Rafael Sobis e Wellington Nem e, claro, dos gols – muitos deles, de todas as formas possíveis – do artilheiro Fred. O próximo desafio, todos já conhecem: a conquista da Copa Libertadores no ano que vem. Depois de deixar a taça escapar numa decisão em pleno Maracanã, contra a LDU do Equador, o Fluminense já avisou – através do seu presidente, Peter Siemsen – que o torneio continental é o grande objetivo da equipe daqui em diante.

Reviravoltas e festa – O jogo decisivo foi eletrizante. Sob forte calor, o duelo começou com o Palmeiras tomando a iniciativa, com maior posse de bola. O Fluminense, porém, conseguia as chances mais claras de gol. Numa delas, no último lance do primeiro tempo, Fred aproveitou o rebote do goleiro Bruno depois de um chute de Wellington Nem e empurrou para as redes, abrindo o placar. Já na etapa final, Fred participou diretamente do segundo gol – o camisa 9 cruzou e viu Maurício Ramos mandar para as próprias redes, marcando contra. Numa situação desesperadora, o Palmeiras mostrou uma força surpreendente e foi buscar o empate. Barcos e Patrick Vieira igualaram a contagem – o primeiro, aos 16 minutos, aconteceu depois de cobrança de escanteio, e o segundo, três minutos depois, de cabeça, após falta cobrada por Correa. Maikon Leite ainda teve a chance de virar, mas não conseguiu – esbarrou numa defesa espetacular de Diego Cavalieri. O Fluminense sentiu o mau momento e ficou pressionado. Os dois times reclamaram de pênaltis não marcados pela arbitragem. Aos 42 minutos, porém, tudo foi decidido: Fred recebeu sozinho, no meio da área, e arrematou com enorme categoria, matando o goleiro Bruno e confirmando o título antecipado.

No apito final do juiz, os jogadores não comemoraram, pois ainda não sabiam que a partida entre Vasco e Atlético-MG estava encerrada (só uma vitória do time mineiro impediria o título se o Flu vencesse). Avisados pelos repórteres de campo sobre o resultado final de São Januário, começaram a festa. Enquanto isso, os atletas palmeirenses mostravam extremo abatimento. O clube paulista só escapa de ser rebaixado nesta rodada por causa de resultados favoráveis (a Portuguesa, ainda ameaçada, perdeu no sábado). Com apenas 33 pontos, o Palmeiras está na antepenúltima colocação, e segue torcendo contra Sport, Bahia e Portuguesa para tentar uma salvação quase milagrosa. A equipe paulista volta a campo no domingo, quando enfrentará o Flamengo, às 17 horas (de Brasília), em Volta Redonda. Já o Fluminense cumprirá tabela com o Cruzeiro, no mesmo dia, no Engenhão, num jogo que deverá servir para a torcida comemorar o título diante dos jogadores. A equipe de Abel Braga soma 76 pontos, dez a mais que o Grêmio, que tirou o segundo lugar do Atlético. Com 22 vitórias, o Flu acumula um aproveitamento de nada menos que 72,4% dos pontos, com 59 gols marcados e 28 sofridos. A equipe perdeu apenas três partidas no campeonato inteiro.

 

veja

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Josenaldo Jr.
Carregar mais em Brasileirão 2012

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *